Cuidado Com Reupagem de Vídeos !

A estratégia de reupagem de vídeos é muito simples: Consiste em baixar vídeos de terceiros, fazer upload deles em seu próprio canal, inserir seus links de afiliado e dependendo do seu rankeamento isto converte em vendas. É simples, prático, efetivo e não requer conhecimento avançado e muito menos investimento $$$.

Esta técnica é muito utilizada, mas requer alguns cuidados para você evitar certos problemas. Vamos lá:

Upload de vídeo de vendas:

Os produtos estão constantemente mudando de valor. Um video de vendas pode ficar rapidamente desatualizado por causa de uma mudança de preço e cópias antigas deste vídeo podem continuar existindo causando confusão. Exemplo: um produto custa R$ 100. Um afiliado pega o vídeo de venda deste produto em que o produtor anuncia o valor e coloca em seu canal. Mais adiante, o valor muda para R$ 200 o que requer um novo vídeo de vendas. Porém, o afiliado não retirou o vídeo antigo do seu canal. O que acontece? A pessoa se interessa, clica no link de afiliado, faz a compra achando que ia pagar R$ 100 mas no final aparece o preço de R$ 200. Ela se sente enganada, quer entender porque o preço está mais caro e invariavelmente pode fazer uma reclamação. Ela vai ficar irritada com o produtor, e não com o afiliado.

Nem sempre é vantajoso fazer upload do vídeo de vendas completo. Além da mudança de valor o produto em si pode mudar. Pode ganhar ou perder características. Preste atenção a estes detalhes e exclua ou modifique os seus videos se eles ficarem desatualizados. O ideal não é publicar o vídeo todo na íntegra, mas sim um pequeno trecho do vídeo e um link para que a pessoa possa assistir o vídeo na íntegra. Apagar vídeos que já estão bem posicionados é chato!

Upload de vídeos de outros afiliados:

Certa vez eu baixei um vídeo que um afiliado que fazia um depoimento de um determinado produto e coloquei no meu canal com o meu link de afiliado. Pouco tempo depois, este afiliado veio me procurar pedindo que retirasse seu vídeo. Não atendi, não o respondi e mantive o video lá. Ele mandou email, me procurou no face e fez de tudo extremamente incomodado por eu estar usando o vídeo dele. Como eu não cedi, ele foi reclamar com o produtor que cancelou a minha afiliação sob o pretexto de que eu não posso usar vídeos de outros afiliados. Se eu retirasse o vídeo eu poderia ter novamente a minha afiliação. Sendo assim, retirei o vídeo e enviei uma mensagem novamente para ele, que não me respondeu. Então, deixei pra lá.

Eu não entendi este incômodo todo e sinceramente, acho que o produtor não devia tomar as dores de afiliados, talvez eu não compreenda isso por não fazer parte de nenhuma panelinha. Eu estava usando o vídeo sim, mas eu estava ajudando a propagar ainda mais a imagem daquele afiliado. Se existirem vários videos seus no Youtube as pessoas irão te ver como uma autoridade no assunto. Divulgação gratuita. Mas a chateação é que eu estaria ganhando comissões com um vídeo que ele fez. Eu acho isso muita mesquinharia.

Sei que não é legal alguém pegar um vídeo que você teve trabalho de fazer e usar como se fosse dele. Mas vou ficar me preocupando? vou ficar vigiando toda a internet? Não! Eu corro esse risco o tempo todo. Neste exato momento, alguém pode estar pegando um vídeo que eu produzi e publicando em uma plataforma qualquer. De certo modo, é até o reconhecimento por um trabalho bem feito. Ninguém quer copiar vídeo porcaria. Mas… fazer o que? Vou correr atrás? vou chorar as pitangas para o produtor? vou chorar no grupo do Face? vou fazer denuncinha? vou fazer birra e bater o pé? Nãoooo! Eu simplesmente largo de mão e sigo em frente, é o que eu faço.

Esse lance de “usar a imagem dos outros” é extremamente discutível. Eu posso ir no seu canal, pegar o código do seu vídeo, embedar no meu blog e colocar o meu link de afiliado embaixo. Ainda *edito o código do vídeo impedindo que as pessoas cliquem na logomarca do Youtube e sejam mandadas para o seu canal. E com outra *edição eu impeço que no fim do vídeo apareçam seus vídeos relacionados. Na prática, estou fazendo vendas as suas custas, usando sua imagem e me beneficiando de seu trabalho! Não é quase a mesma coisa que pegar seu vídeo e botar no meu canal??? Alhos e bugalhos…  E pior: ainda estou evitando que os meus visitantes vão até seu canal , não te dando créditos, te impedindo de ganhar inscritos e impedindo que assistam seus outros vídeos.  Hehehehe… No youtube isso não aconteceria, a pessoa podia ver outro vídeo seu nos videos relacionados ou simplesmente fazendo uma pesquisa para achar seu canal. Ninguém critica o embed, mas descem a lenha na reupagem de vídeos. 

Resumindo a novela: eu recomendo que não use esse tipo de vídeo e evitem esse tipo de probleminha. Não se envolva em picuinhas desnecessárias, só pontuei minha opinião.

*OBS: Se alguém tiver interesse em aprender como faz essas edições é só falar nos comentários. 

Upload de vídeos de emissoras:

Em algumas ocasiões as emissoras de tv fazem reportagens sobre assuntos que podem se relacionar com produtos que você pode promover. Exemplo: Ana Maria Braga faz uma matéria no programa Mais Você sobre Goji Berry. Você baixa este vídeo, pega links de afiliado do Webafiliados e coloca no vídeo. É uma estratégia excelente, só não seria perfeita se vez ou outra a Rede Globo aplicasse um strike nesses vídeos sob a justificativa de estar violando a lei dos direitos autorais. Mas nunca dá pra saber quando um vídeo será excluído ou não. Alguns permanecem por muito tempo sem sofrer qualquer tipo de punição. Eu particularmente continuo usando esse tipo de vídeo, o risco é baixo. E até vir um eventual strike voce provavelmente já converteu boas vendas. Vídeos de emissoras traz credibilidade e instiga o interesse das pessoas a consumir o produto ou serviço que está sendo noticiado.

Upload de réplicas:

Se você baixar um vídeo do Youtube e imediatamente subir para seu canal você fez uma réplica perfeita de um vídeo existente. O problema disso, é que o Youtube não gosta de vídeos replicados. Seu vídeo não irá rankear bem. Alguns ainda dizem que você será punido pelo Youtube. Mentiraaaaaaaaaaaaaaaa. Youtube não pune ninguém, quem pune é o proprietário do vídeo que aciona o Youtube e manda strike quando encontra suas réplicas.

Não envie réplicas. É ruim para posicionamento. Você pode contornar este problema fazendo uma pequena edição em seus vídeos.

Violando regras de produtores:

Muitos produtores proibem terminantemente que os afiliados façam download de seus vídeos e publicam em seus próprios canais. O afiliado que for pego terá imediatamente a sua afiliação cancelada. Eu desaconselho a você quebrar regras que estejam impostas. Não arrisque sua afiliação.

Este é um tema controverso e as opiniões se dividem. Enquanto alguns produtores criam esse tipo de impedimento outros produtores permitem essa prática e até indicam os vídeos que podem ser copiados e ainda dão instruções de como proceder. Tudo é questão de encontrar o produto que se adapte a este tipo de estratégia.

OBS: Se você tomou um strike de algum produtor retire o vídeo! Faça o seguinte também: entre em contato com ele para que possa remover aquele strike. Se acumular 3 strikes em 90 dias seu canal será excluído. É sempre bom um produtor que não seja truculento e antes de sair metendo strike tente resolver amigavelmente. Não é porque você violou uma regra que merece permanecer com o strike manchando a reputação do seu canal e muito menos se você se livrou do vídeo que estava causando o problema.

Criando canal parecido com o do produtor:

Algumas pessoas criam canais no Youtube se fazendo passar por canal oficial de um determinado produto ou mesmo se fazendo passar por uma determinada pessoa. O problema, é que a tendencia é que as pessoas te considerem um canal oficial. Se acontecer qualquer problema os usuários não irão reclamar com o afiliado por trás daquele canal, pois nem sabem da existência do mesmo. Eles irão reclamar com a pessoa cuja imagem está ali exposta ou irão fazer uma reclamação do próprio produto. Esta proibição faz todo sentido, pois existem afiliados que sao rudes, mal educados, não tiram as duvidas das pessoas e fazem tudo isso usando uma imagem que não é deles. Tome cuidado com isso !!!

Resumo:

Apesar das proibições de alguns produtores e de algumas opiniões negativas a estratégia de reupagem de vídeos ainda é uma das técnicas que funcionam muito bem atualmente, contanto que seja usada de forma correta e responsável.

Eu acho que não faz muito sentido bancar uma espécie de “força policial” do Youtube e sair pesquisando vídeos seus que eventualmente tenham sido replicados. Além do Youtube existem outras plataformas como UOL Mais e Dailymotion. Imagine que cansativo ficar dia após dia caçando quem copia seus vídeos ou ficar correndo atrás de denuncinha. Eu acho muito melhor ensinar e orientar do que partir para a truculência de strikes e cancelamentos de afiliações. Mas talvez o nível do internet marketing aqui na República do Abacaxi seja tão baixo que esse tipo de atitude se justifique.

Eu já tomei um strike de um produtor de um vídeo que havia postado dele. Fui até o Youtube, pesquisei e encontrei toneladas de videos replicados do mesmo produtor. Alguns postados há mais de um ano. Eu peguei esses links, enviei para o produtor e disse que deveria mandar strikes nesses vídeos também já que são proibidos. Se é pra punir um afiliado que punam todos. Se uma regra funciona pra um tem que funcionar para todos por igual, do contrário, é só uma regra arbitrária e idiota que na prática ninguém cumpre. Infelizmente, não obtive resposta! Mas é de se esperar…

Esta técnica tem infinitas possibilidades: além de não precisar gastar dinheiro você pode criar infinitos canais e promovendo infinitos produtos. O mesmo vídeo pode ser publicado infinitas vezes rankeando para infinitas keywords diferentes. Eu acho um erro não aproveitar estas possibilidades, mas esteja sempre atento quando estiver aplicando esta técnica. Se algum produtor não estiver te deixando aplicar esta dica não mude de técnica, mude de produto! Simples assim.

  • Operador

    Sobre a parte (pus citação abaixo) de usar contéudo alheio (sem permissão) eu discordo. Não seria certo alguém pegar um vídeo que alguém fez e usar pra benefpicio próprio sem consentimento. É porcausa disso que há processo tipos como sobre Direitos Autorais

    E sobre ter forma de poder exibir vídeo de outra pessoa usando forma dela não ganhar também é errado, seja usando algum tipo de método de embed, etc. É dessa forma que são feitas violação de direitos autorais (coisas como pirataria, etc.), trazendo prejuízo pra produtores e desmotivando eles a fazer mais conteúdos.

    E sobre bancar força policial no Youtube ou outro lugar, isso acaba se tornando um mal necessário já que muitas pessoas não demonstram ter consciência do que é ilegal e prejudicial aos outros.

    Upload de vídeos de outros afiliados:

    Certa vez eu baixei um vídeo que um afiliado que fazia um depoimento de um determinado produto e coloquei no meu canal com o meu link de afiliado. Pouco tempo depois, este afiliado veio me procurar pedindo que retirasse seu vídeo. Não atendi, não o respondi e mantive o video lá. Ele mandou email, me procurou no face e fez de tudo extremamente incomodado por eu estar usando o vídeo dele. Como eu não cedi, ele foi reclamar com o produtor que cancelou a minha afiliação sob o pretexto de que eu não posso usar vídeos de outros afiliados. Se eu retirasse o vídeo eu poderia ter novamente a minha afiliação. Sendo assim, retirei o vídeo e enviei uma mensagem novamente para ele, que não me respondeu. Então, deixei pra lá.

    Eu não entendi este incômodo todo e sinceramente, acho que o produtor não devia tomar as dores de afiliados, talvez eu não compreenda isso por não fazer parte de nenhuma panelinha. Eu estava usando o vídeo sim, mas eu estava ajudando a propagar ainda mais a imagem daquele afiliado. Se existirem vários videos seus no Youtube as pessoas irão te ver como uma autoridade no assunto. Divulgação gratuita. Mas a chateação é que eu estaria ganhando comissões com um vídeo que ele fez. Eu acho isso muita mesquinharia.

    Sei que não é legal alguém pegar um vídeo que você teve trabalho de fazer e usar como se fosse dele. Mas vou ficar me preocupando? vou ficar vigiando toda a internet? Não! Eu corro esse risco o tempo todo. Neste exato momento, alguém pode estar pegando um vídeo que eu produzi e publicando em uma plataforma qualquer. De certo modo, é até o reconhecimento por um trabalho bem feito. Ninguém quer copiar vídeo porcaria. Mas… fazer o que? Vou correr atrás? vou chorar as pitangas para o produtor? vou chorar no grupo do Face? vou fazer denuncinha? vou fazer birra e bater o pé? Nãoooo! Eu simplesmente largo de mão e sigo em frente, é o que eu faço.

    Esse lance de “usar a imagem dos outros” é extremamente discutível. Eu posso ir no seu canal, pegar o código do seu vídeo, embedar no meu blog e colocar o meu link de afiliado embaixo. Ainda *edito o código do vídeo impedindo que as pessoas cliquem na logomarca do Youtube e sejam mandadas para o seu canal. E com outra *edição eu impeço que no fim do vídeo apareçam seus vídeos relacionados. Na prática, estou fazendo vendas as suas custas, usando sua imagem e me beneficiando de seu trabalho! Não é quase a mesma coisa que pegar seu vídeo e botar no meu canal??? Alhos e bugalhos… E pior: ainda estou evitando que os meus visitantes vão até seu canal , não te dando créditos, te impedindo de ganhar inscritos e impedindo que assistam seus outros vídeos. Hehehehe… No youtube isso não aconteceria, a pessoa podia ver outro vídeo seu nos videos relacionados ou simplesmente fazendo uma pesquisa para achar seu canal. Ninguém critica o embed, mas descem a lenha na reupagem de vídeos.

    Resumindo a novela: eu recomendo que não use esse tipo de vídeo e evitem esse tipo de probleminha. Não se envolva em picuinhas desnecessárias, só pontuei minha opinião.

  • kelviam

    Olá, Susana!
    Resolvi enviar um comentário aqui para falar com você depois de tentar saber um e-mail seu e não encontrar.
    Bem, pra começar, te digo que li aquela postagem do Kang, a que fez você começar, uma hora atrás. De lá pra cá (hahaha) fui saltando entre diversas outras postagens e achei esse seu site a pleno vapor em 2017, que máximo! Fiquei empolgadíssima pra saber como vão as coisas desde 2014. Li algumas coisas aqui já. Parabéns pelo sucesso!
    Como você pode imaginar, estou completamente perdida nesse momento. Entendi o príncipio básico daquela forma como você começou, mas era 2014, estamos em 2017, não sei bem o que mudou, se ainda é válida, enfim, muitas dúvidas. Queria muito poder papear com você, saber da sua experiência e de coisas como imposto de renda, entende? Vou deixar aqui meu e-mail kelviamenezes@ymail.com, aguardo um retorno.
    Abraço!